Luto elétrico

Muitos postes de luz em posição reta com a incumbência interminável. Ligados para iluminar as estradas. Eles se comunicavam de uma forma incompreensível. Inalcançáveis para humanos. A tragédia entrou em ação. Um deles foi atropelado por um carro, movido pela embriaguez humana.

O poste de luz, caído e destruído, foi levantado pelos homens por meio do guindaste.

Muitos gritos tristes em silêncio, o que eram compreensíveis somente entre os postes de luz.

Como forma de luto, os postes de luz decidiam não cumprir a incumbência de iluminar as estradas.

Muitos carros foram destruídos.

Essa escuridão repleta de silêncios fenomenais se traduzia em um final raivoso.

Anúncios